quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Espetáculo 'Terreiro d'Yesu' ocupa o Largo do Terreiro de Jesus


O Largo do Terreiro de Jesus será palco do espetáculo Terreiro d'Yesu - Som e Luz que discutirá a presença da população negra na ocupação do Pelourinho e onde monumentos do Centro Histórico de Salvador ganharão vida sob a direção de Fernando Guerreiro.

Com duração de 25 minutos, ficará em cartaz de 09 de janeiro a 12 de fevereiro e terá apresentações diárias em duas sessões abertas ao público, às 19h e às 21h.
A iniciativa antecipa a nova iluminação do Centro Histórico, prevista para estar totalmente implantada em julho de 2009.

Definido como uma fábula inspirada na cultura negra, Terreiro d'Yesu reúne temas relevantes como o poder, o Pelourinho e seus moradores, preconceito social e racial e urbanidade.
A trama gira em torno do Nêgo da Carrinha, um herói interpretado por Lázaro Ramos que representa todos os negros que construíram e vivem no Pelourinho. 'Queremos questionar onde está o negro no Pelourinho? Colocar em pauta aquela velha discussão dos moradores do Centro Histórico. Afinal de contas, quem habita aquele local?', explica Fernando Guerreiro, diretor.

PERSONAGENS
Diferentemente da maioria das apresentações, o espetáculo não terá atores presentes no cenário. Eles, na verdade, emprestaram suas vozes a personagens como a Catedral Basílica de Salvador, a antiga Faculdade de Medicina, a Fonte de Oxum e outros. 'A intenção de tomar esse caminho é retirar dramaticidade da própria arquitetura do local e perguntar a quem pertence aqueles monumentos com tanta substância cultural', afirma Guerreiro.
Além de Lázaro Ramos, que faz o único personagem que não é um monumento, outras figuras representativas do cenário cultural baiano participam do projeto. Jackson Costa dá vida à Igreja de São Domingos; Gideon Rosa faz a Catedral Basílica de Salvador; Evelin Buchegger interpreta a antiga Faculdade de Medicina; Carlos Betão, a Igreja de São Pedro dos Clérigos; Margareth Menezes empresta seu vozeirão para a Fonte de Oxum, entre outros.
'Este será o primeiro som e luz do mundo que terá dramaturgia. Normalmente só acontece a narração. Quem for assistir, pode esperar uma noite que trará sensações diversas e muita emoção. Também queremos que o espetáculo estimule a discussão sobre o tema. Estamos tratando de uma região com uma energia bastante específica e o projeto só tem pontos positivos a trazer para o local', diz Fernando Guerreiro.
A história é contada através de imagens e experiências sensoriais, relacionadas como espírito da cultura local. Para envolver os espectadores, a trama utiliza efeitos visuais (luminotécnicos e pirotécnicos), sincronizados sobre trilha sonora original, contendo narrações, músicas e efeitos sonoplásticos. A direção musical é de Jarbas Bittencurt, o roteiro e texto são de Sérgio Rivero e o projeto de iluminação é de Peter Gasper.
FICHA
Espetáculo: Terreiro d'Yesu - Som e luz Elenco: Lázaro Ramos, Margareth Menezes, Jackson Costa, Gideon Rosa, entre outros. Direção: Fernando Guerreiro

Onde: Largo do Terreiro de Jesus

Quando: todas as noites a partir de 09/01 até 12/02

Ingresso: gratuito
(Notícia publicada na edição de 07/01/2009 do CORREIO)

Um comentário:

Salete disse...

O crédito da fotografia é de Salete Maso. O Correio da Bahia não fez como se deve fazer quando se utiliza de uma imagem fotográfica.